Sandra Ribeiro

Até que horas posso fazer os barulhos normaais dentro de casa?

Sandra Ribeiro 4 anos

Moro há vinte anos no meu prédio e meu marido é síndico.Agora veio morar uma vizinha nova embaixo do meu apartamento e poe duas vezes ela nos telefonou reclamando do barulho aqui em casa que acorda ela.No caso ela dorme as dez horas e nós dormimos mais tarde e o barulho que nós fazemos são os barulhos normais de uma casa.Tomamos banho, barulho da descarga, andamos, mas sempre de chinelo,secamos cabelo e falamos uns com os outros.Esses barulhos normais.Nào ligamos som nem nada.Aliás eu escuto a tv bem baixo porqeu também não gosto de barulho.Me sinto desrespeitada com as reclaMAÇÕES DELA.o QUE POSSO FAZER DENTRO DA LEI?





Respostas


Edina Becher De Lima

Sra Sandra a convenção ou regulamento do condomínio é que especifica o horário de silencio, normalmente entre 22:00 e 07:00 hrs. Neste período deve-se evitar qualquer tipo de barulho que possa ser ouvido nas unidades vizinhas ou áreas comuns. O limite de tolerância à barulhos é individual e varia de pessoa para pessoa, portanto fica difícil estabelecer se há excesso de barulho ou excesso de sensibilidade ao barulho. De qualquer forma procure entrar num consenso, falando o mais baixo possível, evitar caminhar rapidamente, número excessivo de descargas, uso de objetos que produzem ruídos altos , como alguns secadores. No mais é o diálogo e tolerância porque em muitas construções não existe nenhum tratamento acústico e o menor barulho é ouvido pelos vizinhos, pode ser este o caso, daí não há muito a se fazer. Quando ela reclamar novamente peça para que faça por escrito. Posteriormente à senhora defende-se por escrito informando que os barulhos são produzidos pelo uso normal da propriedade que hoje em dia muitas pessoas chegam em casa depois das 22:00 e tem que tomar banho, se alimentar, transitar pelo apto e que dentro do possível estará cuidando para que não haja incomodo mas é impossível que neste horário haja silêncio absoluto, peça desculpas e paciência.

Entre com Facebook

Não tem Facebook?

Entre com seu e-mail e senha